domingo, 15 de janeiro de 2017

Ruas do Ano Novo

Com a Corrida do Ano Novo fica claro que Esposende deve aproveitar mais as suas ruas.

Fico sempre com a sensação que os habitantes, e quem nos visita, fica cada vez mais com apetite para eventos ao ar-livre, aproveitando as ruas da cidade, e que devemos cada vez mais caminhar para nos afastarmos do centro e dar luz ao resto da cidade.

E por falar em dar luz, cada vez mais anseio para a solução dos prédios adjacentes ao Museu Municipal já que degradados ficam muito mal no cartão de visita que é o Largo dos Peixinhos.  

Mas ficam aqui os meus votos para que este tipo de corrida se repita e se possível que o percurso seja ainda mais dentro da cidade.

A hora de geringonça

Com a candidatura de João Cepa, é a hora da gerigonça.

Com a fragmentação do eleitorado à direita, está na hora da esquerda esposendense se entender e de avançar em conjunto nas próximas eleições autárquicas.

Estas serão umas eleições mais disputadas do que o habitual e algo me diz que no final teremos  uma assembleia municipal mais fragmentada do que as assembleias dos anos 90 e 00's e isso deverá ser aproveitado pela PS e CDU.

Os tempos são outros e as diferenças ideológicas à esquerda têm de ser suprimidas para este combate que se avizinha: a União Soviética já não existe e Mário Soares já não está entre nós.

Perder esta oportunidade é o mesmo que hipotecar as hipóteses da esquerda esposendense durante 15 anos e isso é um luxo a que não nos podemos dar.

E acima de tudo é necessário uma cara nova, um rosto fresco e um novo discurso para passar a mensagem.

Dizer que os outros são maus cativa durante algum tempo, mas mostrar o caminho de como se pode ser melhor é cativar durante muito mais e é esse o trilho que deve ser seguido pela geringonça.

Discursos destrutivos e posições dignas de um adepto de futebol furioso não colhem nem simpatia, nem respeito, e utilizar a máquina do partido para ganhar alguma visibilidade com a aparição esporádica de alguma das figuras do partido também transpira uma ligação pouco forte ao partido e com isso a imagem de solidez dos candidatos sai afetada.

É preciso ser sólido e ter uma voz presente, sempre presente.

A esta distância das eleições não deveriam passar 2 semanas sem que a geringonça tivesse mais um projeto, mais uma ideia, mais um caminho para o concelho.

Fica o meu conselho.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Corrida de Ano Novo!



É já no próximo fim de semana a "Corrida de Ano Novo"!

O evento vem sendo já atempadamente divulgado e só em jeito de "reforço positivo" aqui o partilho.
Como novidade que é, não sei o que daqui irá sair, mas sei que, na dúvida, já me inscrevi!

Para rivalizar com as dezenas de "São Silvestre" de fim de ano, nada melhor que este conceito de "Corrida de Ano Novo" para medir os estragos das festas! Pessoalmente agrada-me que façamos diferente e logo quando a oferta é menor.

Outro dado positivo é o custo da inscrição!
É daqueles eventos em que (não sendo "unhas de fome"), fazendo a conta a um dorsal, um brinde (t-shirt), seguro na prova e umas águas... está no preço adequado. Claro que para muitos perfeito era ser à borla, mas vamos partir do princípio que tudo tem o seu custo - que além do mais evita o regabofe - e quem quiser correr à borla tem os dias todos da semana para correr por aí.

Por fim e não menos importante: adoro o cartaz! Haverá alguém que olhe para o mesmo e não sinta aquilo como "nosso"? É parte da nossa identidade enquanto Esposende que ali está. Foi muito bem "esgalhado".

Quanto ao mais, vamos lá esticar as perninhas e aparecer no próximo sábado para uma corridinha ao jeito "winter sunset".

Tudo sobre o evento aqui: https://www.facebook.com/events/1690131637968035/

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

F(lop)ão

[imagem retidada do Esposende 24]

Ontem foi dia de festa em Fão, com a comemoração do 41.º aniversário da sua elevação a Vila.
No entanto, ao invés de ser uma data inteiramente dedicada à celebração, os responsáveis fangueiros fizeram questão de incluir na sua programação uma manifestação contra o poder central, a favor da desagregação das freguesias de Apúlia e Fão.
A manifestação acabou, porém, por não encontrar grande recetividade, tendo sido anulada. 
Luís Peixoto é um acérrimo opositor da reforma de freguesias levada a cabo pelo anterior Governo e que, até à data, não foi revertida pela geringonça, nem parece para aí caminhar.
Para surpresa de muitos, Luís Peixoto conseguiu em 2013 levar de vencida a corrida pela nova junta resultante da união de Apúlia e Fão. Depois de Aurélio Neiva, é o presidente de junta mais importante no concelho. Ora isso, ao invés de animar e comprazer o autarca fangueiro, continua a ser motivo de oposição por parte do próprio!
Confesso que há coisas que não percebo. O que será mais prestigiante para um autarca local: presidir a uma junta composta por duas anteriores grandes juntas, ou ficar a presidir apenas a uma junta? É que a esfera de influência e poder reivindicativo nem se comparam.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Estrelinha Michelin!

Estando em época de desejos e de resoluções gostava de deixar este desafio/utopia às forças vivas do nosso concelho: 1 Estrela Michelin!

Isso mesmo, 1 Estrela Michelin!

Sei que isto vai ser considerado utópico, demencial e até desrespeitador para a realidade esposendense, mas sei que isto seria importante.

Olhando para o mapa dos restaurantes Michelin é notório que existe um deserto a partir do Porto, sendo a única ilha o "Largo do Paço" em Amarante, até à fronteira com Espanha em todas as direções e isso é uma oportunidade.

Sou sincero, pessoalmente considero que as Estrelas Michelin do respetivo guia não são o melhor guia para restaurantes mas são um inquestionável garante de boa cozinha e de publicidade, e isto é o que importa.

Termos um projeto em que as diversas entidades trabalhassem para o objetivo de ganhar a Estrela Michelin seria algo que daria uma imagem de qualidade ao turismo de Esposende e seria um chamariz, desde que apoiado por outras valências hoteleiras, para açambarcar outros segmentos de turismo.

Claro que seria contratar profissionais fora, mas também o Barcelona vai buscar jogadores à Argentina e à Costa do Marfim. Uma escola de turismo que alimentasse este restaurante com os profissionais, fornecedores dos produtos frescos e locais que lá seriam consumidos ou um hotel que contasse com esta valência seria algo cujos lucros indiretos ultrapassariam em muito o lucro direto que obteriam.

Claro que me podem dizer que para fomentar a restauração local seria mais fácil fornecer mais subsídios, quer em forma de aligeiramento de impostos, ou facilitar a aprovação de certas estruturas, mas é o meu entendimento que termos um bom ponta-de-lança seria bem proveitoso.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Finalmente candidato!

Finalmente João Cepa entra na arena do combate político.
Depois de uma penosa gestação e de uma guerrilha opinativa ao elenco camarário que ele próprio chefiou em tempos, João Cepa finalmente candidata-se à Câmara.
Segundo o seu anúncio, a Lei de Limitação de Mandatos interrompeu em 2013 o trabalho que ele vinha fazendo na Câmara, o que demonstra todo o ego que o caracterizou e que alguns (como eu) acham excessivo para alguém que ocupa um lugar público.
Enfim, algo me diz que nos vamos divertir muito e teremos aqui muitas boas memórias para trazer ao cimo quando João Cepa se embrenhar em si próprio.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

O candidato!


2017 chegou com festa e foguetes!
No meio do foguetório o ex-autarca João Cepa entra em 2017 a lançar "bomba"!

Aquilo que já seria por muitos esperado aconteceu e João Cepa anunciou a sua candidatura como independente à Câmara Municipal de Esposende.

Vista por uns com bons olhos e por outros com muito maus, a verdade é que depois dos reparos que vem fazendo à gestão municipal só lhe restava essa opção ou "calar-se para sempre"!

Acusado por muitos de não ter sabido sair, não será menos verdade que quem está, com o sistemático discurso de "fiz melhor que o anterior" (será que fez mesmo?) também se encarregou de não deixar ninguém esquecê-lo!

Facto assente é por isso que Esposende já tem um candidato às autárquicas! E se um pouco por todo o lado aqueles que assumiram presidências de comissões políticas se foram simultaneamente assumindo como candidatos às respectivas Câmaras, a verdade é que por cá o PSD permanece à espera da vaga de fundo e dos jantares de autarcas! 

É certo que nestas coisas já toda a gente deduzirá que Benjamim Pereira será candidato - se assim não fosse todo o investimento em marketing de imagem teria sido um investimento falhado - mas nestas coisas... não basta parecer que quer! Quem quer tem que querer mesmo e assumi-lo, afinal de contas não será isso que aumentará qualquer desgaste pois quem está à frente de um Câmara tem que lidar com isso tão naturalmente como com café da manhã.

Certeza é também que quem pagará a factura de 2017 será o PSD Esposende, que de há uns anos a esta parte se fechou na capelinha e agora se vê a braços com um processo que só por milagre não criará divisões bem maiores que aquelas que num passado bem recente se tinham verificado.
Resumindo: temos um candidato e a procissão saiu ao adro!

Nota final! Pouco depois de João Cepa anunciar a sua candidatura no facebook alguém publicava (perto das 2h da matina na passagem de ano!!) nova notícia sobre o Canal de Protecção de Cheias! Alguém teve uma passagem de ano muito aborrecida mesmo! - Para esse/essa um abraço de solidariedade!